Diário Fitness – 23/01/2015

De  |  Nenhum Comentário

Minhas amadas!!!

Todas vocês sabem o fascínio e a loucura que estou pelo Muay Thai, confesso que nunca achei que pudesse gostar tanto de uma atividade física igual estou gostando. Encontrei verdadeiramente algo que me faz ir todos os dias sem ser por obrigação e também quando não vou, sentir muita falta! Sei lá… explicar! Simplesmente me encontrei!

Adoro dar socos e liberar a raiva e adversidades que tenho. Na companhia das meninas que fazem parte do nosso grupo vemos as batalhas de cada uma e também ajudamos uma a outra. E sem comentar que subir na balança ficou muito mais fácil. Perdendo aos poucos mais sendo feliz. É o que importa!

 

 

Motivos para fazer Muay Thai.

 

Chutes, socos, cotoveladas, joelhadas… Muitos fogem do Muay Thai por considerarem essa arte marcial tailandesa agressiva demais, mas os benefícios para o corpo fazem o esforço valer a pena: maior flexibilidade, músculos mais definidos e menos gordurinhas – tudo isso em um treino para lá de agitado. Os treinos já começam com um aquecimento de corrida, polichinelos, saltos, alongamentos, flexões de braços, abdominais e agachamentos.

Esse é só o começo: o treino do Muay Thai segue com aperfeiçoamento de diferentes formas de socos, chutes, cotoveladas e joelhadas e de domínio do adversário (clinch). Há ainda as famosas ‘luvas’, quando os companheiros de treinos fazem lutas simuladas, um a três rounds de dois a quatro minutos. Para finalizar, mais exercícios de condicionamento físico, alongamentos e massagens. Haja fôlego, mas não se preocupe: tamanho esforço físico só traz benefícios! Confira abaixo as vantagens do Muay Thai apontadas por profissionais dessa luta:

Aptidão física de campeão

 

Por exigir bastante do corpo, o treino do Muay Thai é uma ótima alternativa para melhorar a forma e o condicionamento físico “Aptidão física é o preparo do corpo para realização de esforços intensos, composta por quatro grupos de variáveis: composição corporal (percentual de gordura, circunferências da cintura e massa corporal, por exemplo), força e resistência muscular (capacidade de realizar agachamentos, flexões de braço e abdominais), condicionamento cardiorrespiratório (habilidade de realizar corridas, trotes, lutas sem fadiga ou cansaço precoce) e flexibilidade (que envolve a realização de movimentos com boas amplitudes sem dificuldades ou limitações por músculos encurtados ou articulações ‘travadas’)”.

Autoestima nas nuvens

 

O Muay Thai também é capaz de aumentar a autoestima de quem pratica. Praticando um esporte de combate, a pessoa passa a se sentir mais segura e confiante, a sua autoestima melhora e ela exibe maior disposição para enfrentar os desafios da vida. Mas, calma, isso não quer dizer que a prática do Muay Thai em si não prepara a pessoa para a autodefesa, contra assaltos e violência urbana. O que a pessoa aprende é a se cuidar mais e a se expor menos no dia a dia.

 

Metabolismo mais rápido

 

Um dos segredos de um metabolismo rápido é a prática de atividade física – ainda mais se for bem intensa, como o Muay Thai. É essa intensidade que, para o mestre André Gomes, da Federação Paulista de Muay Thai, garante um metabolismo veloz. “A pessoa faz esforços intensos e, para conseguir realizá-los, precisa de bastante energia, ou seja, o organismo necessita trabalhar mais para proporcionar energia suficiente para as atividades”, explica o profissional.

Alto gasto calórico

 

Para tirar a limpo o gasto calórico dessa atividade, pesquisadores da Universidade de Cagliari, na Itália, simularam uma luta de Muay Thai – três rounds de três minutos cada, com um minuto de intervalo entre eles. Ali, os lutadores aplicaram seis ataques (joelhadas, cotoveladas, socos e chutes) e, depois, realizaram seis defesas de modo ininterrupto.

Segundo os lutadores que participaram do estudo, a simulação reproduziu cerca de 80% do que a luta é de fato. Nesse período de nove minutos, o gasto calórico foi de, aproximadamente, 14 calorias por minuto – ou seja, 126 calorias ao todo. Parece pouco, certo? Mas se multiplicarmos a média das calorias da sessão (11 calorias/min) por 50 minutos de exercícios, considerando os intervalos de um minuto, teremos 550 calorias provindas do sistema aeróbio, o que é bastante para um treino.

Sistema imunológico blindado

 

A prática do Muay Thai traz melhorias até mesmo no sistema imunológico em longo prazo. A atividade exige bastante do corpo, preparando-o para estímulos cada vez mais fortes. Em curto prazo, no entanto, é o efeito inverso que acontece. Um único treino ou uma semana mais puxada de treinos isoladamente podem causar uma queda de imunidade. Por isso, se você pegar muito pesado em um treino ou em uma semana, tente ir mais leve nas próximas oportunidades, para dar tempo de o seu organismo se recuperar do estímulo anterior e, então, estar pronto e disposto para um nível superior de exigências.

Músculos mais torneados

 

Nem um, nem dois grupos musculares: o Muay Thai desenvolve diversos músculos de uma só vez! Por trabalhar com muitos chutes e joelhadas, a modalidade oferece excelente desenvolvimento para os membros inferiores, glúteos e parte central, que compreende abdome e região lombar. E muitos estilos de socos para a parte superior.

Corpo mais flexível

 

Quando uma pessoa pouco flexível procura o Muay Thai, ela costuma perceber uma grande melhoria. Há ganho na flexibilidade dos músculos lombares, posteriores da coxa, flexores e extensores dos quadris, em especial porque os gestos da modalidade e os exercícios realizados no início e ao final dos treinos acabam estimulando diferentes amplitudes de movimento que, com a prática, proporcionam estes ganhos.

 

Mais força e agilidade

 

Para ganhar mais força, o treino do Muay Thai conta com exercícios calistênicos – que usam o próprio peso do corpo sem aparelhos, como polichinelo – e de resistência muscular localizada – abdominais e flexões de braço. A força também pode vir do treino nos aparadores e nos sacos de pancada. Já a velocidade vem da parte chamada de “luvas”, quando os companheiros de treino lutam entre si. Nessa parte, estimula-se a velocidade de reação, a resistência e a agilidade, com o aprendizado dos gestos e melhor condicionamento. É ali que a técnica é colocada em ação, aumentando ainda mais o sucesso.

Coordenação motora afiada

 

Não são todos que conseguem chutar ou defender com o lado esquerdo do corpo. O exercício mental exigido pelo Muay Thai é grande. O estímulo à interação entre Sistema Nervoso Central e o Aparelho Locomotor (ossos, músculos e articulações) é o que proporcionará esse desenvolvimento. Como? A partir da execução de socos com o seu braço não dominante, por exemplo, e bloqueio de chutes com a sua perna mais fraca, sem perder o equilíbrio.

 

 

Academia Fight Club Loa1454625_596452830415655_981797131_n

 

Av: Faria Pereira, 1503

Tel: (34) 3831 – 1886

Face: https://www.facebook.com/fightclubloa?fref=ts

 

Suco Verde

 

Oii gente, tudo bem com vocês? Como não falar desse calor horroroso que ultimamente tem nos incomodado bastante não é mesmo? Hoje vou falar um pouco sobre uma forma saudável e gostosa para aliviar  essa sensação térmica!

Aposto que muitos de vocês já ouviram falar do suco verde.  Mas pra quem ainda tem alguma duvida é um suco detox, que tem por finalidade “fazer uma limpeza”, desintoxicar o nosso organismo, e isso nos trás inúmeros benefícios, como é um suco rico em fibras ele melhora o transito intestinal, e isso por si só já melhora a pele, o humor e ajuda a perder peso, melhora a nossa disposição, é rico em nutrientes como ferro ( mesmo não sendo o ferro HEME, combinado com a vit C, que também pode estar presente no suco, ele fica com uma biodisponibilidade maior), magnésio, ácido fólico… entre outros, que vai depender do ingredientes que cada um vai utilizar.

Veja os grupos de alimento que podem ser ingredientes do seu suco e quanto usar de cada um deles.

 

  • Folhas: até dois tipos
  • Frutas: até dois tipos
  • Legumes: até dois tipos
  • Raízes: apenas um tipo
  • Brotos: apenas um tipo
  • Sementes: apenas um tipo

 

Dois ingredientes, que na minha opinião, são indispensáveis para qualquer suco verde é a couve que é rica em minerais como ferro, cálcio e fósforo e em vitaminas como as do complexo B, vitamina C e vitamina A e o gengibre, que é um famoso termogênico, além de dar uma refrescância deliciosa no suco. Mas isso vai do gosto de cada pessoa, da para fazer suco verde com alimentos que agradam o paladar de cada um.

Mas já vou adiantando, o suco verde não é milagroso, não adianta tomá-lo sem coar e sem açúcar em jejum no café da manhã e à noite comer 3 pedaços de pizza … para se obter todos os benefícios do suco é necessário que a pessoa tenha uma alimentação balanceada com acompanhamento nutricional e que tenha uma rotina de atividade física!

Vou passar para vocês algumas possibilidades de receitinhas para um suco verde delicioso, lembrando que a melhor forma de consumí-lo é em jejum pela manhã e comer após 30 minutos depois tomado o suco, sem coar e sem adoçar, se não gostarem sem um “docinho” pode acrescentar um pouco de mel.

E uma dica para quem não tem tempo de acordar e preparar o suco toda manhã é fazer uma porção maior e congelar em forminhas de gelo, e depois é só bater no liquidificador novamente e tomar o suco fresco e super geladinho.

 

10926367_805167712904368_31796758485243488_n

 

Opção 1

Ingredientes:

  • 1 fatia grossa de abacaxi
  • 1 col. (sopa) de hortelã
  • 1 copo (americano) de água de coco
  • 2 cubos de gelo
  • 1 colher (chá) de raspas de limão
  • 1 rodelinha de gengibre
  • 1 folha grande de couve (ou outra folha verde-escura)

Modo de preparo: Coloque tudo no liquidificador, exceto as raspas de limão. Bata bem, até que fique uma cor homogênea, coloque em um copo e salpique as raspas. Beba sem coar

 

Opção 2

  • Ingredientes:
  • 1 folha de couve (ou outra folha verde-escura)
  • 1/2 pepino japonês com casca, cortado em pedaços
  • 1 maçã com casca e sem sementes, cortada em pedaços
  • 1 punhado de folhas de hortelã
  • 2 rodelinhas de gengibre
  • 1 copo (americano) de água gelada
  • Modo de preparo: Retire as sementes e o filamento branco do limão. Bata no liquidificador com os outros ingredientes. Beba sem coar.

 

Opção 3

  • Ingredientes:
  • 1 folha de couve (ou outra folha verde-escura)
  • 1 ½ xíc. (chá) de frutas vermelhas congeladas (morango, framboesa, amora)
  • 2/4 de copo (americano) de suco de laranja (ou água de coco)
  • 1 punhado de folhas de hortelã
  • 2 rodelinhas de gengibre Modo de preparo. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

 

 

Studio(204)Marcela de Brito Lara Nunes

CRN-16100/P

Consultório: Hospital Med Center. Rua Otávio de Brito, 20 – São Lucas, Patrocínio -MG

34-3839-5632

 

 

 

Beijos Girls, até semana que vem sempre focadas no nosso projeto pessoal hein?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *