Trajetus te leva: Chile

De  |  Nenhum Comentário

Meu nome é Tatiani Seranini, tenho 36 anos e um dos meus sonhos de viagens era conhecer o Chile. Em agosto deste ano tivemos uma grande surpresa: viajar para Santiago!

No primeiro momento, a nossa viagem foi programada apenas para meu marido e eu, mas, como o sonho de conhecer a “neve” era da família toda, resolvemos então levar os nossos filhos também.

Quando você pensa em uma viagem internacional muitas coisas passam pela sua cabeça. No nosso caso foi a primeira viagem para fora do país sozinhos.

Vem a insegurança de não falar a língua local; dificuldades com alimentação; que roupa levar; quantidade de roupas; entender como funciona a moeda do local. Então, o primeiro passo, para que tudo funcione perfeitamente, é fundamental saber escolher a agência de viagens; um agente de viagens que entenda todas as suas dúvidas e esteja atento a cada detalhe.

Eu tive o privilégio de ter a Zezé Mazzo (Trajetus Turismo) como um verdadeiro anjo da guarda. Ela esteve presente em cada passeio da nossa viagem, cuidando de cada detalhe. Esse cuidado é primordial. Com a Trajetus  Turismo eu viajo até para o Japão sem me preocupar com nada! Todos os nossos passeios foram perfeitamente programados por ela.

City Tour por Santiago

No primeiro dia fizemos o city tour pela cidade de Santiago. O passeio foi acompanhado por um guia que nos ofereceu diversas dicas interessantes da cidade. A comodidade é de começar e terminar o passeio na porta do hotel. Esse passeio foi de meio período. Ficamos encantados com as belezas da cidade. Santiago é uma mistura de edificações contemporâneas e construções antigas que ainda se encontram sob a influência do período colonial espanhol. As igrejas e catedrais possuem uma riqueza de detalhes difícil de descrever em palavras. Para qualquer lado que se olhe existe algo interessante para fotografar e observar.

 


 

Vinícola Concha Y Toro

No período da tarde fomos conhecer a vinícola Concha Y Toro. A viagem até lá é um pouco longa, mas foi muito agradável, graças a companhia da nossa guia. Uma mulher encantadora, que durante todo o caminho foi nos contando historias. Apesar de ela falar espanhol deu para manter um diálogo bem legal. O passeio pela vinícola durou pouco mais de uma hora. Conhecemos a história de Don Melchor e visitamos as plantações de diversas variedades de uvas. Durante o caminho fomos parando em estações de degustação de vinhos e o ponto máximo do passeio ficou por conta do Casillero Del Diablo, onde é contada a lenda de um dos vinhos mais famosos da vinícola. Esse lugar é de dar medo! Ao final do passeio é entregue, como souvenir, a taça que usamos para degustação dos vinhos. Achei um luxo esse mimo.

 

Restaurante Bali Hai

À noite tínhamos uma reserva para jantar no restaurante Bali Hai, único restaurante temático polinésio da América Latina.  Na entrada do restaurante já começa os mimos: um colar temático é oferecido para cada cliente. Profissionais altamente qualificados e com muita paciência para explicar o cardápio. Um cardápio especial também foi oferecido para as crianças, o que facilita muito para os pais, pois a alimentação dos pequenos é uma grande preocupação. Outros grandes atrativos do restaurante Bali Hai são as apresentações de música e dança ao vivo. Música típica toma conta do ambiente, totalmente decorado para transportar os visitantes além das barreiras geográficas. As apresentações de danças folclóricas são um espetáculo envolvente, místico e colorido.

 

Uma noite mágica e divertida. O restaurante oferece um ambiente exótico e aconchegante. Ao fim do espetáculo, os espectadores são convidados a dançar com a abertura da pista de dança.

 

Vale Nevado e Farellones

Chegou o grande dia!!! Aiaiiii, conhecer a neve. Logo cedo o nosso guia estava esperando no hotel. Uma simpatia de pessoa. O nome dele é Fernando. Para esse passeio, em especial, tem que ser um motorista muito experiente. Já saímos do hotel e fomos direto para uma loja de aluguel de roupas especiais para o frio e é muitooooo frio, gente!! Todo mundo quentinho e lá vamos nós. São 60 curvas até chegar ao Vale Nevado. É uma coisa de doido. Aí você para e pensa: Deus existe e capacita a inteligência do ser humano! Cada curva daquela rodovia é uma emoção especial. Não consigo explicar com palavras. Tem que estar lá para entender o que eu quero expressar. Dentro do carro é muito tranquilo, o ar quente ligado não nos deixa ter noção do quanto está frio lá fora. Uma dica para quem for para uma estação de esqui: não esqueça os óculos de sol. Eu esqueci e passei aperto. Não dá para abrir os olhos, é tudo muito branco e o reflexo do sol na neve deixa o passeio um pouco desconfortável. Mas na estação tem lojinhas de conveniência, comprei um óculos e resolvi meu problema, mas foi um gasto que eu não precisava ter e lá é tudo muito caro, então fica a dica.

Por sugestão do nosso guia fomos ao Vale Nevado apenas para conhecer. A nossa intenção não era esquiar. Ficamos pouco tempo lá, tomamos um delicioso chocolate quente, pisamos na neve. E a sensação de tocar na neve pela primeira vez, meu Deus, nunca vou me esquecer! O vento gelado no rosto, as pontas dos dedos congelando e um frio totalmente diferente, é uma experiência que eu quero repetir com certeza. Então seguimos o nosso passeio, descemos 20 curvas e chegamos à estação de esqui Farellones. Lá é como se fosse um parque aquático; mas de neve, é claro. Você compra o bilhete na entrada da estação e pode ficar o dia todo lá. Você pode optar pelo bilhete que dá direito a aula de esqui também, mas, no nosso caso, optamos apenas pelo bilhete normal. Tem vários brinquedos com boia, teleférico, “esqui bunda”. Mas o que realmente mais nos interessava era fazer bolinhas de neve e brincar com a neve mesmo, acho que era mais um sonho meu rsrsrrsrrsr, mas realizei. Foi incrivelmente gelado e feliz!!!

 

Restaurante Como Água para Chocolate

Hora do jantar e o restaurante escolhido foi Como Água para Chocolate, que fica localizado no movimentado bairro Bellavista e como dizem os chilenos “é o restaurante mais brasileiro de Santiago”.

O restaurante fica em um casarão e tem uma decoração bem rústica. Uma das mesas é uma cama antiga, inspirada no filme com o mesmo nome e nas outras, pétalas de rosas vermelhas.

Fomos muito bem recebidos pela recepcionista que nos conduziu até a nossa mesa com um belo sorriso no rosto. O garçom Sebastian, que é uma atração a parte, nos apresentou os pratos como se fosse um grande evento.

Novamente a minha preocupação era com as crianças, pois sabia que a culinária do restaurante é exótica. Então pedi ao Sebastian uma sugestão de pratos para eles e o que ele sugeriu? Filé com fritas, como diz a minha filha: “O melhor bife com batatas fritas” que comi até hoje.

A noite foi perfeitamente agradável. Após o jantar caminhamos um pouco pelo bairro, fomos conhecer algumas lojinhas de artesanatos. Bellavista é um bairro boêmio, cheio de bares fantásticos, as pessoas muito bem vestidas e felizes. Sinceramente, dá vontade de conhecer cada bar e restaurante daquele lugar.


 

Valparaiso e Vina Del Mar

Último dia da viagem, fomos fazer um tour por Valparaiso e Vina Del Mar. É uma longa viagem de ônibus, mas vale muito. Valparaiso é uma cidade muito diferente de tudo que já vi até hoje. O que mais chama a atenção são as casinhas coloridas: verde, roxa, amarela, azul. É um verdadeiro arco-íris.

Em Valparaiso fica o mirante de Pablo Neruda, local onde o poeta mantinha uma casa de refúgio e nessa casa viveu um grande romance proibido. Agora eu sei o motivo de tantos poemas românticos rsrsrrsrs… Lugar lindo, uma vista maravilhosa, um bom vinho e o amor da sua vida ao lado. Até eu escreveria vários poemas.

O final do nosso passeio foi em Vina del Mar. Fomos ao Relógio das Flores, almoçamos em um charmoso restaurante e fomos conhecer o Pacifico. É estranha a sensação de mar e frio, mas é muito lindo. A praia é extremamente limpa, mas não é um mar apropriado para banho, e, apesar do frio, tinha algumas pessoas brincando na areia.

Esses dias no Chile foram uma experiência incrível. Foram dias maravilhosos de conhecimento e muito aprendizado. Saí de lá com a sensação de que quero voltar em breve. É muito bom conhecer uma nova cultura e novos sabores. O Chile superou todas as minhas expectativas.

Deixo aqui o meu agradecimento especial  para Zezé Mazzo,você tornou  essa viagem um verdadeiro sonho, hoje eu sei o motivo do sucesso da Trajetus Turismo! Você é uma mulher incansável.

A você Camila Roza, meu muito obrigada! Senti-me lisonjeada em poder dividir com suas leitoras um pouquinho do que vivi. Fiquei imensamente feliz pelo convite. Saiba que também sou uma das suas seguidoras em todas as suas redes sócias. Pode sempre contar comigo!

 

Obrigada!

Tatiani Seranini

 

 

VENHA PARA A TRAJETUS TURISMO CONHECER NOSSOS PACOTES ESPECIAS.

logo-trajetus

Trajetus Turismo

Av. José Maria de Alkimin, 85 – Centro

Telefax: (34) 3831-1499

e-mail: contato@trajetus.com.br

Face: https://www.facebook.com/TrajetusViagensETurismoLtda?fref=ts

Beijo, Camila Roza

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *